Share

Introdução

O VLC inicialmente era o software cliente para o projeto VideoLAN que tinha por objetivo criar um programa para transmitir vídeo (video streaming) por meio de uma rede. Foi criado na Ecole Centrale Paris e licenciado na GNU General Public License em 1 de fevereiro de 2001, passando a ser desenvolvido por voluntários do mundo todo. O acrônimo VLC deriva de “VideoLAN Client”, nome abandonado devido a incorporação do programa servidor (VideoLAN Server) no software cliente.

O VLC é um reprodutor multimídia livre, de código aberto, multi-plataforma, e que reproduz a maioria dos arquivos de mídia, bem como DVD, CD de áudio, VCD e vários protocolos de fluxo de rede. Ele tem internamente diversos codecs de vídeo e áudio que permite reproduzir midias sem a necessidade de instalar codecs externos no sistema operacional.

A distribuição padrão do VLC inclui um grande número de bibliotecas de codificação e decodificação livres, evitando a necessidade de encontrar/instalar plugins proprietários. Muitos dos codecs do VLC são fornecidos pela biblioteca libavcodec do projeto FFmpeg, mas ele usa principalmente o seu próprio muxer e demuxers e suas implementações de protocolos próprios. Ele também ganhou distinção como o primeiro player a suportar a reprodução de DVDs criptografados em Linux e OS X usando a biblioteca libdvdcss para descriptografar DVD.

Um dos atributos mais interessantes do VLC é a capacidade de transmitir fluxos de vídeo e também transcodificar um codec de um formato para outro. Ele pode ser usado como servidor para transmitir streams de:

  • MPEG-1, MPEG-2 and MPEG-4 / DivX files,
  • DVDs,
  • de um cartão codificado em MPEG,
  • de uma câmera de vídeo DV

E boa parte das funcionalidades oferecidas pelo VLC podem ser acessadas através da API libVLC para C e C++.

A API libVLC

A libVLC é a engine central e a interface para a framework de multimídia na qual o player VLC é baseado. Ela permite aos desenvolvedores criarem uma infinidade de aplicações de multimídia usando os atributos do VLC.

libvlc_stack

Conforme visto na figura acima, a maior parte do VLC é composta de módulos como interfaces, saídas de audio e vídeo, além de controladores, escalonadores, codecs e filtros de audio e vídeo. O VLC é realmente um software muito complexo.

Com o libVLC você pode criar seus próprios aplicativos de multimedia conforme suas necessidades. Podemos criar um player de audio, player de video ou ambos ao mesmo tempo. Além de ser possível trabalhar com stream de audio e vídeo.

Criando um Player com libVLC

Para que você possa usar o libVLC, é necessário os arquivos de cabeçalho e biblioteca. Se você usa Debian ou Ubuntu, pode baixar o pacote de desenvolvimento libVLC com o comando:

O mesmo comando se aplica se você usa Debian ou Ubuntu em sua placa com Linux Embarcado.

Para compilar o código é bastante simples. Salve como player.c e digite:

Agora vamos ver outro exemplo de código para que o aplicativo possa carregar uma lista de arquivos de mídia como parâmetro e aceite comandos do usuário.

Você pode adicionar muitos outros atributos como mudar o volume, alterar a velocidade em que a mídia toca, avançar a mídia em alguns segundos e muitos outros. A forma de compilação é a mesma. No próximo artigo vamos abordar stream com libVLC.

Translate »